sexta-feira, 19 de novembro de 2010

OS MENINOS DO MENUDOS HOJE

Roy Rosello



O cantor Roy Rosselló, do Menudo, está morando no Brasil. Se essa notícia fosse divulgada nos anos 80, quando a boyband reuniu 200 mil pessoas no estádio do Morumbi, em São Paulo, com certeza o rapaz não poderia nem sair de casa. Hoje, quase quarentão, Roy ainda é reconhecido nas ruas, principalmente por mulheres entre 30 e 40 anos. A reação ainda é carinhosa, mas bem mais comedida.
o ex-ídolo adolescente fala sobre sua trajetória após a saída do grupo, no início dos anos 90. Em carreira solo, continuou a fazer shows, gravar programas de TV e se apresentar em showmícios para políticos brasileiros.
Roy chegou a morar em Miami, onde se formou em produção de TV e cinema. Mas o sonho do Menudo já havia acabado, então Roy voltou para a terra natal, Porto Rico, e ficou sete anos afastado da carreira artística, quando trabalhou como empresário e executivo de marketing ao lado do pai. “Eu vendia apartamentos de luxo por meio milhão de dólares”, diz.
Mas uma reviravolta fez com que Roy voltasse para o Brasil. Ele descobriu que tinha uma filha brasileira, fruto de uma aventura na época áurea do Menudo. Viajou para Campinas, onde encontrou Bianca, que tinha na época 16 anos. A mãe de Roy montou um álbum com fotos de toda família para a menina conhecer. “Foi muito emocionante”, lembra Roy. Hoje ela tem 22 anos, continua morando em Campinas e mantém uma boa relação com o pai.
Apaixonado pelo Brasil, Roy decidiu continuar no país e aproveitou para retomar a carreira artística. Lançou em 2008 o single “História de amor”, que alcançou o segundo lugar nas rádios de Minas. A música, segundo ele, é uma mistura de ritmos caribenhos, baianos e eletrônicos. Com talento para os negócios, também abriu uma grife de joias e está tentando unir as duas coisas. “De vez em quando sorteio algumas joias para as minhas fãs”, diz Roy, que está inaugurando sua segunda loja em São Paulo.

É do tempo do Menudo que Roy tem as histórias mais divertidas, que vão virar um livro no futuro. “Nunca vi essa histeria com nenhuma outra banda. Depois dos Beatles, só o Menudo. É o tipo de coisa que não acontece mais”, avalia.
Roy lembra da vez em que fãs invadiram a pista de aterrissagem de um aeroporto, obrigando o piloto a recuar. Ou ainda quando estava tomando banho em um hotel, e uma menina apareceu no duto do ar condicionado. “Saí gritando de toalha pelo corredor, chamando a segurança”, conta.
A história mais pitoresca aconteceu no Rio de Janeiro, quando ele e Robby Rosa foram seqüestrados por cinco meninas. Perguntado se as garotas estavam armadas, Roy brinca: “Estavam... Armadas de um corpo maravilhoso” (risos). Segundo o cantor, eles passaram a tarde conversando na praia de Copacabana, até que elas se ofereceram para levá-los de táxi ao hotel onde a banda estava hospedada. Mas o destino dos pobres rapazes acabou sendo um motel em um lugar ermo. O preço para a liberdade? Roy e Robby deveriam dormir com elas. Os menudos fizeram o “sacrifício” e foram libertados. “Elas ficaram felizes e deixaram a gente ir”, lembra.
No entanto, apesar do que pode parecer, Roy e os outros rapazes não tiveram muitos relacionamentos com fãs na época. “Não tínhamos tempo. Nosso empresário ficava em cima, não deixava a gente namorar, colocava seguranças.” Tudo para não atrapalhar a carreira. Para conseguir beijar um menudo, pelo visto, só mesmo sequestrando...
Atualmente, Roy está passando uma temporada em Poços de Caldas, Minas Gerais, para divulgar seu CD. Há seis anos no Brasil, não tem vontade de voltar a morar em Porto Rico. “Já tive de tudo na vida. Ganhei dinheiro, viajei. Mas é aqui que me sinto em casa. O Brasil me preenche”, diz.

Robi Draco Rosa

Seu nome é Robert Edward Rosa Suárez, ou simplesmente Robi Draco Rosa, é um cantor, ex-integrante do grupo Menudo. Apesar de ser americano, se considera portoriquenho, devido à origem de seus pais, e para onde se mudou ainda criança, o que ajudou a reforçar suas raízes latinas.
Em 14 de fevereiro de 1984 ingressou no grupo Menudo, onde ficou conhecido como Robby Rosa. Permaneceu até 25 de fevereiro de 1987, sendo o primeiro e único integrante a abandonar o grupo por vontade própria. Isto aconteceu devido à sua insatisfação com a impossibilidade de incluir músicas que estava compondo no repertório do grupo. Os dirigentes do Menudo não aceitaram sua proposta e ele resolveu investir em sua carreira solo. Sua voz é considerada a melhor, de todas que passaram pelo grupo.
Logo após sua renúncia, veio ao Brasil, onde gravou 2 discos em português, intitulados com seu próprio nome. As músicas "Notícias de Você", "Chuva Fina" e "Hello" do primeiro álbum e "Ser Feliz" e "Coração nas Nuvens" do segundo, foram as de maior sucesso, alcançando os primeiros lugares nas paradas brasileiras.Morou no Rio de Janeiro. Participou de vários programas de TV (Chacrinha, Raul Gil, Xou da Xuxa, Domingão do Faustão, e outros) e fez shows em vários Estados brasileiros.
Um ano depois, precisamente em 18 de julho de 1988, estreou em Hollywood com o filme Salsa, onde conheceu quem seria sua futura esposa, a atriz portoriquenha Angela Alvarado. O filme rendeu-lhe o prêmio de "Worst New Star For 1988", no Razzie Awards. É importante ressaltar que Draco não gostou do resultado final do filme, por ter mostrado uma visão estereotipada do povo latino.
Pouco tempo depois protagonizou outro filme, uma comédia de produção franco-alemã intitulada Gummibarchen Kussit Man Nicht, em português: Homens de Verdade não Mascam Chiclete, também com Angela Alvarado. Draco compôs, produziu e interpretou duas músicas para a trilha sonora: "Angela" e "Little Woman", lançada pela RCA Records.
Em 2007 (“Última data que se têm notícias do cantor”) no início do ano foi lançado um calendário, pela PHVX. No dia 10 de julho lançou sua mais nova produção: Draco Y El Teatro Del Absurdo, pelo seu próprio selo (inicialmente em Porto Rico), com canções que expressam muita poesia, esperança política e uma pitada de excentricidade.
Nos dias 28 e 29 de setembro, os fãs se deleitaram com mais uma mostra de todo o talento de Draco, em shows que lotaram o Choliseo José M. Agrelot, em San Juan - Porto Rico. O cenário relembrou seu estúdio de gravação PHVX, em Los Angeles, com imagens de revolucionários, como o argentino Che Guevara, os portoriquenhos Filiberto Ojeda Ríos e Pedro Albizu Campos, e uma bandeira de Lares (centro de Porto Rico). Apresentou vários sucessos dos álbuns Frio e Vagabundo, sendo que a maioria das canções foram do álbum que dá nome ao show: Y El Teatro Del Absurdo. Uma das maiores surpresas foi a interpretação de sua própria versão do sucesso Livin' La Vida Loca ao megafone.

Xavier Servia
Xavier Sérvia nasceu em 24 julho de 1968, é um ex-membro da boy band Menudo e atualmente é comentador financeiro, colunista e personalidade. Entrou no Menudo em 1980 e mais tarde foi substituído por Ray Reyes em 1983. Depois disso foi tentar carreira solo.
Sérvia se mudou para a Costa Rica, por algum tempo e depois foi chamado para se juntar á alguns dos ex Menudos em 1998 para uma turnê chamada El Reencuentro, mas ele recusou.
Sérvia é o escritor no Yahoo! Finanças em espanhol. Ele também é editor de matérias para a revista “Sempre Mulher”.
Suas colunas são publicadas pelo El Diario La Prensa. Desde Setembro de 2008 ele é um escritor da “Mariela Viteri”, em que a revista escreve "A Fórmula Economica de Xavier", onde ele fala sobre economia.
Em 2003, foi eleito pela NBC, Telemundo e Ford, para sediar a empresa de séries El Camino Al Triunfo, onde atuou como escritor, consultor e apresentador. Ele também apareceu como um comentarista no Telemundo Network.

Johnny Lozada


Johnny Lozada nasceu em 21 de dezembro de 1967, em Caguas, Porto Rico. Ele é um ator, cantor e ex-membro do Menudo.
Lozada tornou-se um membro do grupo em 1980 e lá ficou até início de 1984. Ele foi substituído por Robi Rosa. Nesse meio tempo, ele participou do álbum Quiero Ser, que se tornou o álbum mais vendido da boy band.
Lozada foi o romântico do grupo. Ele participou de duas novelas com os Menudos na Venezuela.
Depois que se aposentou do Menudo, Lozada adotou um menino, e ele se tornou um membro do Proyecto M, juntamente com Rene Farrait e Ray Reyes.
Lozada voltou participando em novelas mexicanas, em 1998, ele e os ex-Menudos Farrait, Miguel Cancel, Ray Reyes, Charlie Masso e Ricky Meléndez se reuniram em Porto Rico para um show chamado El Reencuentro. El Reencuentro foi tão bem sucedido que eles precisaram fazer mais dois shows, mais tarde, eles saíram em turnê por toda a América Latina e Estados Unidos.
Lozada mudou-se para Miami, é casado e tem quatro filhos.
Lozada gosta de ter contato com seu público, e está sempre acessível para autógrafos. Ele está atualmente trabalhando na Cidade do México fazendo teatro na comédia AL AIRE com Maria Rebeca, Raquel Garza (Tere la Secretaria), Sharis Cid, Sergio Catalan, Miguel Garza, e Macária.

Charlie Masso

Carlos Javier Rivera Masso nasceu em 13 de junho de 1969 é um ex-membro do Menudo. Ele se juntou a banda Menudo no auge da fama. Ele substituiu Rene Farrait e rapidamente se tornou um favorito dos fãs com sua participação nos álbuns de Es Por Amor e A Volar Vamos, que foi a trilha sonora do primeiro filme de Charlie, Una Aventura Llamada Menudo.
A presença de Charlie ajudou a manter a era dourada da banda ir para mais de 3 anos, e quando ele deixou o grupo, em 1987, ele foi o último membro dos anos de ouro do grupo a sair. Ele voltou ao Menudo para concluir uma turnê no Brasil.
Depois que Charlie saiu da banda ele se mudou para o México, onde fez algumas novelas. Ele se casou e teve uma família, e em 1998 juntou-se a Melendez, Farrait, Lozada, Reyes e Cancelar com a turnê El Reencuentro dos Menudos.
Em 2001 ele apareceu em 12 Horas, um filme porto-riquenho, escrito e dirigido por Raúl Marchand Sánchez.

Ray Reyes


Ray Reyes nasceu em 13 de março de 1970 em Nova York e foi criado em Levittown, Puerto Rico. Ele se tornou um membro do Menudo no início de 1983. Reyes veio para substituir Xavier Sérvia na banda Menudo. Seu irmão mais novo, Raul Reyes, participou também como parte do coro e era um forte candidato para substituir seu irmão Ray.
Reyes teve popularidade entre os fãs do Menudo, mas ele era conhecido como o gordinho da banda. Esse apelido foi lhe dado porque quando ele se juntou ao Menudo, Edgardo Diaz o colocou em uma dieta rigorosa. Essa informação vazou para todas as revistas de fofoca, que publicou a informação imediatamente.
No primeiro álbum com o Menudo Ray cantou "Si Tu No Estas," "Chicle De Amor" e "Zumbador."
Ray saiu do grupo dois anos depois devido à sua voz e súbita mudança de altura.  Anos mais tarde ele se juntou aos ex-Menudos Rene Farrait e Johnny Lozada no grupo Proyecto M, mais uma vez substituindo Sérvia. Proyecto M passou a desfrutar um grande sucesso em Porto Rico e Venezuela.
Ray é casado e tem uma família. Ele se juntou a alguns de seus ex-companheiros de banda Menudo, como Farrait e Lozada, em 1998, para um concerto denominado El Reencuentro em San Juan.

Ricky Martin

Enrique Martín Morales, mais conhecido como Ricky Martin, nasceu em San Juan no dia 24 de dezembro de 1971, é um cantor de pop porto-riquenho e um ex-menudo.
Com alguns meses de vida, Ricky ganhou um concurso de bebê mais lindo. Iniciou a carreira artística aos 6 anos de idade, quando começou a trabalhar como modelo infantil, além de atuar em peças de teatro, comerciais de TV e cantar em coro de igreja. O sucesso chegou em 1984, quando conseguiu entrar para o grupo Menudo, depois de duas tentativas fracassadas.
Em 1989, Ricky decidiu estudar em Nova York e abandonou o Menudo. Depois foi para o México, onde trabalhou como ator e cantor na novela “Alcanzar una estrella”, no musical “Mamá Ama El Rock” e no filme “Alcanzar Una Estrella II”. Aos 19 anos, em 1991, lançou seu primeiro CD solo “Ricky Martin (álbum de 1991)” e mudou-se para os Estados Unidos. Com várias baladas românticas e músicas que não agradaram o público, o disco não fez sucesso.
Em 1993, Ricky lançou o segundo álbum "Me Amaras" e conseguiu destaque no México, onde iniciou sua carreira solo. O sucesso nos países latinos chegou em 1996, com a música “Maria”, de seu terceiro disco "A Medio Vivir". A música foi tema da novela "Salsa e Merengue", da Rede Globo, e o disco vendeu mais de 600 mil cópias no Brasil. O sucesso fez com que, em 1997, o cantor gravasse a canção tema do filme Hércules, da Disney. No ano seguinte, foi convidado para ser o intérprete do tema Oficial da Copa do Mundo da França, "La Copa de La Vida".
Em 1999 lançou seu álbum de maior sucesso, com o hit "Livin' la Vida Loca". Que foi um sucesso mundial, e sua turnê incluiu Ásia, Europa, EUA e América Latina.
Em 2000, Martin lança o Sound Loaded, que inclue uma faixa em parceria com a cantora Christina Aguilera, nomeada como 2º single do albúm, a qual alcançou boa receptividade; uma indicação ao Grammy de 2002 e o #1 na parada musical mundial, a United World Chart.
Em 2006 lançou seu mais recente álbum, "MTV Unplugged".
Em 2007, realizou um concerto em Lisboa, no Pavilhão Atlântico, para cerca de 13000 pessoas, no âmbito da sua turnê "Blanco y negro". Falou, por diversas vezes, ao público fluentemente em Português, manifestando a sua satisfação por se encontrar naquela cidade e deixando várias mensagens apelando à paz no mundo e à união dos povos.
Ricky Martin foi flagrado fumando pelas ruas de Nova York, depois de flagrado deu uma entrevista e foi questionado sobre o assunto e disse que por amor aos filhos iria parar de fumar
No passado Rick Martin afirmou que estava apaixonado pela apresentadora de televisão mexicana Rebecca de Alba, com quem teve um relacionamento entre idas e vindas por mais de 14 anos. Eles ainda falaram de começar uma família juntos.No entanto, com o lançamento de Life, Rick Martín confirmou em 2005 que ele e Rebecca Alba havia se separado.
Em 29 de Março de 2010, declarou em seu site oficial que é homossexual.

Observação
Em 19 de Junho de 2009 foi noticiado no site “Terra” que o conjunto Menudo iria voltar à ativa no início de 2010. O anúncio foi feito por Charlie Massó, um dos integrantes da formação original do grupo. Segundo o cantor, os Menudos se reunirão para uma turnê internacional que começou em fevereiro em Porto Rico, país de origem do grupo, e deve passar por diversas cidades brasileiras.
Esse retorno deve resultar em um álbum ao vivo com os maiores sucessos lançados pelo grupo nos anos 80 e mais duas músicas inéditas. A nova formação contaria com os integrantes Charlie Massó, Ray Reyes e Ricky Melendez, que vieram ao Brasil nos anos 80 com o grupo, e Johnny Lozada, Rene Farrait e Miguel Cancel.
Em entrevista ao Jornal da Tarde, Massó disse que o show deve ter cerca de duas horas de duração e 28 músicas. Também comentou que sente muitas saudades do Brasil, um dos países onde o Menudo fez mais sucesso.

46 comentários:

  1. Oiiie não gosto de vocês
    rsrs...
    Só do Ricky Martin♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiie... E quem se importa com o que você acha?...

      Gente mais sem noção mesmo...

      Excluir
    2. huuuuummmmm...só do rick

      Excluir
    3. CRISVANIA UEDUTE DA SILVA9 de junho de 2013 15:16

      FUI MUITO FAS DO GRUPO GOSTARIA DE VELOS JUNTOS OUTRA VEZ

      Excluir
  2. eu adoooorooo demaiiiiis !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois na minha opinião Rikc Martin foi o menino mais lindo que já vi na minha infância. E hoje ainda não deixa a desejar né.
      E seu secesso é absoluto. Adoro ele. Parabens Rikc!

      Excluir
  3. saudades eterna do grupo que marcou a minha infancia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESSE GRUPO MARCOU A MINHA INFANCIA.SINTO MUITAS SAUDADES,ESPERO UM DIA QUE VCS VOLTEM.BJS VOU AMAR VCS PARA SEMPREEEEEEEE.

      Excluir
  4. NOSSA QUE SAUDADE,MAS O TEMPO É MESMO IMPLACÁVEL,NÃO TEM PIEDADE

    ResponderExcluir
  5. Faltou um.... um que era maior que o Roy era a minha paixão heheh mas nao lembro o nome

    ResponderExcluir
  6. gosto de todos mais o meu preverido e o ricky martin tenho 13 anos e ja decidi quando tiver 20 anos eu vo para miami bint ver o ricky

    ResponderExcluir
  7. bjs ricky um dia eu casa com voce bjs ricky na boca lindo

    ResponderExcluir
  8. ricky entre en contato comigo pedroufce@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. GOSTO DE TODOS MAS MEU PREFERIDO SEMPRE FOI O RAY,E A MUSICA QUERO SER...BIJOS MENINOS.

    ResponderExcluir
  10. Senti muitas, principalmente do Roby, mas amo o Ricky Martin...Sempre...Vivi

    ResponderExcluir
  11. Há faltou o mais lindo de todos Sérgio Blass :(

    ResponderExcluir
  12. Sinto muitas saudades de todos, mas o que me chamava mais atenção era o roby,pois naquele tempo faziam musicas boas e de qualidades, amooooo todos vcs.beijos ♥

    ResponderExcluir
  13. Blz All Ae gosta de um viado :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pergunto-me o que um machão como tu, fazes aqui...hauahauahauhaauhauaha

      Excluir
  14. nao gosto de vcs somente do ricky martin ele lindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É porque tu não conheceu o Ray nas épocas aureas....

      veja esse clip, olha que pernas fabulosas...hauahauahauah

      http://www.youtube.com/watch?v=TTDce7eDm3k

      (Primeiro da esquerda para a direita) - Na direita está o Rick Martin ainda muito pequenino, perto de seus colegas.

      Excluir
    2. não gosto dos menudos, ao invéis deles usarem cauças dins eles usavam era cauças begi.. são cores suspeitas né!!!

      Excluir
  15. sinto muitas saudade de todos os integrandes do grupo mas sinto mas saudades do robby...

    ResponderExcluir
  16. i love you ricky martin

    ResponderExcluir
  17. menudos eu amei muito voceis mil beijos tinha 12 anos quando voceis fizeram sucesso hoje tenho 36 è bom recordar

    ResponderExcluir
  18. BOA NOITE!
    SOU UMA MENUDETE DE CARTEIRINHA!!!
    SAUDADES DAQUELE TEMPO!!!
    ADORO OS MENUDOS,MAS AINDA AMO ROBBY!!!
    BESOS...

    ResponderExcluir
  19. Eu era uma menininha, tinha 6 aninhos quando eles vieram para o Brasil, e hoje encontrei essa pagina, porque esses dias me deu uma epifania de menudo, nao sei o que houve, algo me fez lembrar.

    Ray era demais, não é? Eu era uma criancinha e já brilhava os olhos nele....xD

    Mas me ponho até em lagrimas, recordada daquela época maravilhosa, não por menudo (apesar de ser uma parte ótima tb) mas pela vida como ela era. Era tão lindo viver aqueles tempos, aquelas canções, aquelas coisas todas, inocentes e entusiastas.

    Eu lembro que um dia minha mãe brigou comigo e a mãe da minha amiguinha brigou com ela e nós juntamos uns briquedos, dentro de um saco, tipo daqueles de guardar batata, e colocamos nas costas e saimos pela rua dizendo que iamos para Porto Rico. hauahauahuahauahau

    É uma lembrança maravilhosa, então vc que postou essas coisas gostosas de se ler aqui, obrigada de coração, porque tudo isso tocou as mais doces lembranças da minha vida.

    Gratidão!!!!

    ResponderExcluir
  20. eu tinha uns sete ou oito anos e me lembro q td dinheiro q me davam eu gastava td em figurinha do menudo,eu e minha irm�s brigavamos, cada um deles era de cada uma de n�s,o meu era o Roy.

    ResponderExcluir
  21. aquele tempo que era bom....pura inocencia...diferente de hoje .....

    ResponderExcluir
  22. ja deu tudo que tinha que da, Agora é só espera ela chega,kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  23. Eu adoro eles ate hoje,sucesso....quantas saudades deixaram....

    ResponderExcluir
  24. Saudade daquele tempo onde eu não piscava os olhos só para ficar olhando atentamente para Robby Rosa HOMEM lindo maravilhoso, até hoje !!! Sem dizer que além de lindo inteligente.
    Bjs a toda a galera que sabe que igual aos anos 80 não existirá !!!

    ResponderExcluir
  25. Saudade daquele tempo onde eu não piscava os olhos só para ficar olhando atentamente para Robby Rosa HOMEM lindo maravilhoso, até hoje !!! Sem dizer que além de lindo inteligente.
    Bjs a toda a galera que sabe que igual aos anos 80 não existirá !!!

    ResponderExcluir
  26. Saudade daquele tempo onde eu não piscava os olhos só para ficar olhando atentamente para Robby Rosa HOMEM lindo maravilhoso, até hoje !!! Sem dizer que além de lindo inteligente.
    Bjs a toda a galera que sabe que igual aos anos 80 não existirá !!!

    ResponderExcluir
  27. esse tempo foi os momentos mais feliz da minha vida foi na minha adolecencia cortindo os menudos

    ResponderExcluir
  28. hoje conto para a minha neta bianca de 09 anos como fui feliz nesse tempo e ela curti muito as musicas dos menudos bjs

    ResponderExcluir
  29. Eu me chamo Mariana sou de Belem -Para nessa epoca eu tinha 9anos, e o meu preferido e o rooooooooooby amo ate hoje,apesar de eu nao gostar dessas tatuagens nesse corpo maravilhoso.Se pudesse e ele deixasse apagari tudo com as maos e a booooooooca.Adooooooooro

    ResponderExcluir
  30. Gente quem e fa do Roby que agora e Draco Rosa ele ,gracas a Deus ficou curado do cancer no abdomen.E ja esta fazendo turne nos paises latinos do seu novo Cd vida e foi indicado ao grammy latino. Beijos Roby na sua boca que ainda continua carnuda . Nunca provei mas tenho certeza que deve ser uma delicia.Mariana.Belem Para.Adoooooooooooooro

    ResponderExcluir
  31. eu gosto do ray reyes meu menudo preferido te amo ray reyes

    ResponderExcluir
  32. ray reyes e meu menudo preferido eu tenho o nome dele nos meus brasos te ray com toda a minha enternidade fofucho

    ResponderExcluir

  33. Sou uma mãe de menudete, que nos anos 8o esteve às voltas com a filha e suas amiguinhas. Iam a pé ao aeroporto, faziam marcação cerrada nos hotéis, conseguiam fotos com seus ídolos, iam às lágrimas nos shows e... enlouqueciam mamas & papas. Ainda por cima eu assistia videoclips ouvia as músicas e comprava posters para as meninas.

    Elas cresceram, tornaram-se mulheres poderosas, umas mais velhas, outras mais novas do que os menudos, Todas ainda se lembram dos seus amores, da histeria que vivenciaram, responsável pelo despertar sensual e sexual daquelas meninas.

    Hoje, me deu vontade de saber o que fazem os menudos. Apesar do atraso na linha do tempo, foi muito bom sabê-los por aí, assumindo a própria vida, como as
    suas fãs.

    Beijos para os menudos e todas as suas fãs.

    Glória Drummond

    ResponderExcluir
  34. Meu primeiro trabalho como segurança, foi com o Menudo quando vieram a Curitiba, e ficaram hospedados em um Hotel na "Boca Maldita" (local conhecido, no Centro da cidade). A euforia das meninas era muita, e claro, naquela época, com 18 anos, não queria ver os Menudos, mas estar perto delas, das fãs... rsrsr... coisas de adolescentes. Claro que por serem famosos, ao passarem foram muito gentis com todos da equipe, e sempre simpáticos. Simpatia era requisito para ser um "Menudo". Mesmo a "euforia' das meninas era algo bastante saudável, em uma época que o principal meio de comunicação entre as pessoas era o telefone fixo e o "orelhão". O tempo passa, as pessoas mudam, o mundo muda !!

    ResponderExcluir

SENTIU SAUDADE?